Chitãozinho & Xororó sobre Nuvem de Lágrimas: “Ficamos encantados”

0
284

chx

Quando o assunto é sertanejo, seja ele universitário ou de raiz, Chitãozinho e Xororó sempre são lembrados. E, em conversa com OFuxico, a dupla falou sobre novos projetos na carreira, homenagens e até a nova safra de cantores que está surgindo.

Sobre Nuvem de Lágrimas, que é uma adaptação do romance Orgulho e Preconceito, da inglesa Jane Austen, a dupla contou que ficou encantada ao ver suas músicas “dando o tom” ao espetáculo.
“Vimos a estreia para convidados e ficamos encantados. A forma como eles conseguiram conduzir o espetáculo e casar cada cena com uma música nos deixou muito emocionados. Eu olhava pro lado e via meu irmão chorando. O musical está realmente muito lindo”, disse Xororó.
Chitãozinho também gostou muito de ver suas canções em um musical e elogiou a performance do Gabriel Sater no papel principal.
“Ver a nossa música que é estritamente brasileira combinar com um clássico inglês é muito bacana. Eu particularmente fiquei realmente emocionado porque lembrava a história de cada música. E o Gabriel Sater é muito talentoso e herdou um talento que já vem de família, do grande Almir Sater”, afirmou.
Chitãozinho & Xororó ainda contaram sobre a parceria que fizeram com a banda japonesa Begin, em que até chegaram a cantar em japonês. Xororó revelou que a ideia surgiu por conta de um convite de um produtor do Japão.
“A parceria aconteceu depois que o produtor japonês Hidenori Sakao viu o show da banda Begin no Japão e achou a sonoridade parecida com a nossa. A partir daí, nosso produtor Ney Marques nos apresentou algumas músicas desse grupo, e ouvindo, nós realmente achamos que a musicalidade deles, marcada também por instrumentos de corda, bem parecida com a nossa e por isso, resolvemos fazer essa parceria”, afirmou.
Chitãozinho ainda falou que a experiência foi bem diferente e que eles deram um jeitinho para não fazer feito na língua japonesa. “Ainda não tivemos aula de japonês, mas conseguimos falar algumas frases, que decoramos”, disse.
Sobre o fato de serem sempre lembrados e ficarem 45 anos de carreira no auge, Xororó deu a receita: “Acho que o principal é trabalhar com amor e carinho. Temos 45 anos de carreira com dedicação total à vida artística. A gente faz o que gosta, sempre com o objetivo de produzir músicas de qualidade e inovação”.
Xororó também comentou sobre a nova onda do sertanejo universitário e acredita que, além do fato de que eles vieram para somar no mundo sertanejo, os que tem talento devem permanecer no mercado musical por muito tempo.
“O sertanejo universitário é um movimento muito importante. A música como um todo, a cada dia que passa, ganha novos horizontes, e isso é muito bom. Estamos de olho nos novos artistas sertanejos. Temos visto vários artistas, cantores e compositores que se destacam, e aqueles que tiverem talento, com certeza, permanecerão no meio”, finalizou.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here